Tuesday, April 24, 2007

A Sorte

Nunca fui uma pessoa que ligasse muito à sorte mas há alturas que nos levam a pensar nisto da "força oculta". Acho que todos nós, ao longo da vida, fomos confrontados com a chamada sorte (ou falta dela), em ocasiões que são complicadas de explicar.

Um provérbio chines diz: "Vale mais uma baforada de sorte que um barril de sabedoria"; e Napoleão comentava, quando nomeava os seus marechais: "O general X é bom militar. Competente, líder, bom condutor de homens. Mas tem sorte?". Logo a sorte sempre esteve presente na nossa sociedade.

Nestes trinta e tal anos de existência deparei-me com situações mais ou menos felizes, que seriam facilmente justificadas pela sorte, ou azar. Mas também acredito que somos aquilo que escolhemos ser, que demos passos e fizemos opções que nos tornam na pessoa que somos hoje, um reflexo das experiência vividas.

Lembrei-me da sorte hoje porque ontem, numa conversa com alguns amigos, fui apelidado de sortudo pela forma a vida me corre. Fiquei surpreso, já que nunca ganhei o Euromilhões e sempre procurei o lado positivo das coisas, mesmo quando elas são más. Se isto é ter sorte.

Há um dizer popular interessante "Quando se fecha uma porta, abre-se uma janela." Apenas temos que ter a coragem de mudar o nosso hábito e aproveitar o que se abriu à nossa frente.

No comments: