Posts

Showing posts from June, 2009

O Glorioso

Por vezes dou por mim a escrever sobre o Benfica, apesar de tentar não transformar as minhas jornadas numa sucessão de (maus) resultados desportivos.

Quis o destino que este ano, e quando se falava de um acto eleitoral em Outubro, decidir arregaçar as magas e fazer algo pelo meu clube, que se vai arrastando pelos relvados nacionais, num mixto de muitas Flores, pouco suor e bastante soberba. Como dizia Edmund Burke "Para que o mal triunfe, basta que os homens bons nada façam" e depois de um mandato desportivamente fraquíssimo - dois terceiros lugares e um quarto, duas épocas fracas a nível europeu e 4 treinadores, onde conto ainda Chalana - estava na hora de equacionar alternativas à liderança do Benfica.

Deitei mãos à obra e encontrei pela virtualidade da rede um conjunto de sócios e simpatizantes anónimos, como eu, que sofriam com o actual estado das coisas e que sentiam que tinham que fazer algo. Marcaram-se algumas reuniões, tive a grande oportunidade de trocar umas ideias …

Os Maiores

Ontem tive a oportunidade de constatar ao vivo o que já pensava há muito tempo: os Dream Theater são, provavelmente, a melhor banda do mundo (assim ao nível da Super Bock sem alcool). Com o coliseu cheio foram muitas as músicas tocadas, incluíndo algumas faixas mais antigas que não estava a contar ouvir.

Para o rebento, foi o primeiro concerto ao vivo e acredito que não tenha parado com o ritmo. Para nós, a oportunidade de ver uma das nossas bandas preferídas. FIca a faixa de lançamento do novo album, à venda a partir de amanhã.

Semana em off

Fui mais um que aproveitou a panóplia de feríados e aproveitei para tirar uns dias e mudar de ares. O destino foi nacional e teve como pontos altos o Luso e Trás-os-Montes, com paragem obrigatória em Bragança e no Parque de Montesinho. Tirando o calor abrasador que se fez sentir em terras de além-Douro, tudo correu pelo melhor. Foi bom baixar o ritmo e ver o perimetro abdomínal da minha cara metade a aumentar ligeiramente.

Na ressaca da semana passada dois momentos merecem destaque, a onda laranja que derrotou o nosso politico mais marketeer de sempre e o regresso do absolutísmo no meu clube do coração. No primeiro caso, não contribuí para a vitória laranja, tendo desta vez entre o meu voto a um dos supostos "pequenos partidos", preterindo os big 5 que elegeram deputados europeus. Para as autarquicas já tenho candidata e nas legislativas voltarei a votar na cor com que mais me identifico.

No Benfica, assistimos a uma manobra digna de figurar n' "O Príncipe" de Ma…

Pequeno Gafanhoto

Kung-fu foi daquelas sérias que ficará para sempre na memória da infância, especialmente porque conjugava o ambiente western com as artes marciais, mostrando que nem só com a bala se resolviam os problemas.

Ontem o actor principal, o Caine de Kung-fu ou ou Pequeno Gafanhoto nos flashbacks que a série tinha à juventude dá própria personagem, faleceu em circunstâncias estranhas. Qualquer que tinha sido o motivo, deixo o meu tributo a David Carradine.


Tiananmen

Há imagens e momentos que ficam na memória para sempre. Há vinte anos um jovem ficou para a história como a imagem de um movimento, infelizmente, não foi ouvido e acabou brutalmente oprimido por um governo que hoje é visto pelo mundo como a grande economia mundial. Ao estilo de Salgueiro Maia no nosso 25 de Abril, este herói arriscou o bem mais valioso - a vida - para marcar a sua posição.

Ficou para a história...

O miúdo fez-se homem...

Os nervos eram muitos, misturados com a ansiedade de quem é caloiro nesta coisa da natalidade, mas a sensação de ver uma ecografia em real time é algo fantastico. Ainda estou a digerir a notícia, apesar do meu inconsciente me ter pregado umas partidas quando, no espaço de 2 semanas, sonhei que vinha um rebento a caminho.

O périplo da Suiça não adivinhava que seria a primeira viagem feita a três, apesar de não o sabermos. Só espero que o gostinho pela aventura seja uma imagem de marca da nova geração, venha ela no masculino ou no feminino.

Ao pé disto, todos os acontecimentos das últimas semanas têm passado ao lado e a fluídez da escrita foi trocada pelo sorriso rasgado de orelha a orelha, mas com esta nova e inovadora jornada outras coisas serão relatadas.