Posts

Showing posts from April, 2009

Comodismo..ou talvez não

Um pouco por todo o lado lemos e ouvimos que os portugueses são um povo acomodado. Falta-nos o espírito de empreendedor, a vontade de arriscar e o desejo de ir mais além, é normal refugiarmo-nos no Estado e esperar que as coisas voltem ao normal por si.

Nos últimos anos fui-me “divorciando” do meu clube, fruto das más performances recentes e da forma como decisões estratégicas foram (e são) tomadas. Com o terminar de mais uma época a pão e cerveja (sempre ganhámos a taça da Carlsberg), a revolta de ver o Benfica em 3º lugar depois de umas dezenas de milhões de euros gastos fez-me questionar muita coisa. Para onde caminha este Benfica? Que consequências terão no futuro esta politica de “novo-rico”, onde se esbanjam milhões sem qualquer rigor. De onde vem esse dinheiro e para onde vai ele? Onde está a cultura de exigência que fez este clube o maior de Portugal até à década de 90?

Depois de muito pensar, hoje acordei e pensei que tenho o dever de fazer algo. Mas entre o quê, eu que sou um …

A Legião Urbana

Foram uma banda de culto no Brasil e durante mais de uma década marcaram uma geração. Liderada por Renato Russo, a Legião Urbana foi uma voz que chegou bem alto, ora denunciando as injustiças da sociedade brasileira, ora falando de amor. A Legião acabou em 1994 com a morte de Renato mas ainda hoje é um ícone da MPB. "Eduardo e Mónica", a história de uma relação

Dança das cadeiras

Aproxima-se o ciclo eleitoral de 2009 com as eleições e começam as danças das cadeiras, ao estilo do baralha e volta a dar. O PSD escolhe como cabeça de lista o líder do grupo parlamentar, no PS há deputados europeus que passam a candidatos para as Autárquicas, o PP opta pela formula dos laranjas e o Bloco volta a trazer uma figura mais mediática.

É triste ver este rebuliço, faz-me lembrar as gaivotas ao final do dia nos portos de pesca, cada uma a tentar uma bicada no que sobra. É gritante a falta de rigor e de qualidade da nossa política, onde cada vez mais a experiência profissional fica para segundo plano e os "profissionais da política" fazem uns meses de Assembleia da Republica, dão uma perninha no Parlamento Europeu e depois acham-se com know-how para assumirem a presidência de uma câmara qualquer.

Para quando uma lei que discipline isto, que obrigue a que um cargo deste nível tenha que obedecer a um percurso com o minimo de experiência de vida. Cada vez mais surgem Jo…

Terra dos chocolates

A última jornada levou-me a terras helvéticas, para uma semana recheada de cultura, neve e muita qualidade de vida. O serviço no aeroporto de Zurique é exemplar e foi uma surpresa ver que as malas chegaram primeiro que os passageiros à zona de recolha.

Confesso que esperava menos dos suiços mas as dúvidas dissiparam-se apenas meia hora depois de ter aterrado, quando olhava com curiosidade o mapa da rede ferroviária e uma jovem suiça abordou-nos no sentido de nos esclarecer e colocar no melhor caminho. Para um povo supostamente frio e pouco dado à anglofonia, foi uma surpresa.

Tivemos o previlégio de ficar numa vila histórica do norte da Suiça, muito perto de Baden e bem servida por uma rede de transportes que foram a outra surpresa desta jornada. É fantástico planear uma viagem por comboio onde existem dois transfers e ver que as horas de passagem são escrupulosamente seguida ao minuto, com a célebre precisão suiça.

Como o tempo era pouco a ideia foi visitar algumas das cidades mais impo…