Posts

Showing posts from May, 2009

Tempo

Onze semanas e quatro dias..

And counting...

Memórias

Há bandas que nascem e marcam uma geração. Há outras que teimam em perdurar, com compassos a ressoar na mente ao longo dos anos, anos que passam a décadas.

Os Pink Floyd foram responsáveis por muita da cultura musical que tive nos anos 80, com um estilo muito próprio e que perdura até aos dias de hoje, intemporal, ao estilo de um Bach ou de um Mozart do século XX. Com "The Wall" deixaram um albúm perfeito e um filme poderoso e muito crítico e mesmo depois da saída de Roger Waters, continuaram a deixar obras primas de som e imagem. Fica uma das canções que considero das mais brilhantes.


Questões de fé

Faz hoje cinco anos estava na Cova de Eiria em plena procissão das velas, depois de 70km e 4 dias de caminhada. O que tinha começado como um desafio pessoal e uma forma de pagar uma promessa da minha mãe depois da minha aventura com uma neoplasia, cabou por se transformar numa jornada recheada de boas experiências, com momentos de partilha interessantes e muita fé, especialmente na maioria dos meus companheiros de peregrinação.

Já tinha sido mais assíduo nisto da religião. Desde tennra idade tive a catequese da praxe, passei pela primeira ocmunhão mas mal tive oportunidade fui-me distanciando da igreja. Depois, uma passagem por um colégio católico na categoria de professor de música voltou a colocar no caminho da fé mas com a fim dessa experiência apenas fui sendo presença regular nos inúmeros casamentos e alguns funerais.

Curiosamente, não ultrapassei a minha "luta" agarrando-me à fé. Essencialmente, achava que tinha que dar a volta por cima mas resignei-me à minha sorte, ass…

Virozes

Muito se escreveu por causa desta gripe suína, agora rebaptizada gripe mexicana porque os coitados dos bichos, afinal, pouco tinham a ver com isto.

Numa primeira fase parecia um virus enviados pelos deuses para purificar a Terra, à laia de castigo divino depois da ganância e da cobiça terem afectado o mundo. Comparavam a situação aos milhões de mortes da gripe espanhola de 1919 e instalou-se o terror pelo mundo fora.

No meio de tanta histeria, tivemos uma ministra que deu a cara desde o primeiro dia e que tem gerido esta crise com muita atenção, revelando uma presença constante e uma preocupação que são bem diferentes das atitudes de Pinhos, Linos e companhia. O meio respeito à senhora, que se tem portado à altura.

Fui lendo também alguns artigos que, apesar de mostraram o risco de uma pandemia numa século onde tudo se desloca mais depressa que no passado, relativizou a comparação com a tragédia de 1919. Afinal, o mundo tinha acabado de sair da Primeira Grande Guerra e os soldados regre…

Fim de semana gordo

Enquanto lia o Expresso neste fim de semana, fui digerindo algumas das noticias dos últimos dias e ainda tive tempo para ver os acontecimentos do Dia do Trabalhador.

Assim, fiquei a saber que os partidos voltam a puder receber donativos em dinheiro, legitimando outra vez a "lavagem" do mesmo se o donativo for particular. Vergonhosamente, todos os partidos votaram a favor, já que é do interesse geral que haja guito para gastar nas campanhas e satisfazer os apetites mais vorazes. E depois admirem-se que não exista tanta concordância com o enriquecimento ilicito, cada vez tenho mais nojo da política em Portugal.

O que faz uma personagem simpática e ponderada no meio de uma turba de descontentes? Quando vejo Vital Moreira lembro-me do Avô Cantigas mas depois das cenas deste 1º de Maio parecia mais o Gandalf no meio dos goblins de Moria. Alguém devia avisar o senhor que já não tem idade para essas coisas e que a idade, apesar de ser um posto, não o isenta de levar uns apertos. Eu s…