Posts

Showing posts from January, 2009

Pastos atlânticos

Hoje passei pela Praça de Espanha e vi com os meus olhos a mais recente campanha de divulgação dos Açores: um conjuntos de vacas a pastar no meio de uma das zonas lisboetas com mais trânsito. Os bichos pareciam pacatos mas imagino que já viram mais carros nos últimos dias do que viaturas motorizadas (de 2, 3 ou 4 rodas) na terra de origem.

Quem foi o artista com esta ideia, alguém pensou no que passam os animais? Para a próxima tragam o Carlos César e ponham-no a pastar no Parque Eduardo VII, o efeito é o mesmo e ao menos não anda a cheirar tubos de escape.

Cuidado...

A semana foi pródiga em casos e citações hilariantes, que animaram o pessoal aqui no oásis à beira mal plantado.

Ficámos a saber que os muçulmanos são levados da breca e que as moças portugueses têm que ter cuidado, porque "podem meter-se em trabalhos que nem Allah sabe onde vão acabar". Sendo Portugal um país francamente tolerante, apesar de manchado pela vergonha da Inquisição e da expulsão dos cristãos-novos, não me admiro que 500 anos depois ainda procurem nas outras religiões uns bodes espiatórios para a falta de fé em Portugal. Qual será o próximo alvo? Aceitam-se apostas...

Falando em fé, o nosso 1º começou a organizar as tropas para as próximas eleições, que vêm em catadupa durante 2009. Elas são Europeias, Autarquicas e Legislativas, num rol de tachos para uma elite que pouco produz e muito recebe. Quando se fala em eficácia e racionalização de custos, para quando um simplex à política? Agora a regionalização voltou à ordem do dia e adivinham-se mais uns cargos public…

Mimos às pingas

Como acontece todos os anos, entrei em 2009 e pouco depois fiquei mais velho. Desta vez voltei a juntar um grupo de amigos mais próximo e celebrei o aniversário à mesa, num regresso ao bairro onde nasci e cresci. Disse quem lá esteve que eu estava muito feliz, é provavel já que juntei pessoas bastante diferentes que me foram acompanhando ao longo destes 37 anos de vida. Pena que alguns não tenham podido ir, uns porque outros capricórnios também celebravam nesse dia, outros por motivos pessoais ou profissionais, outros ainda que nem chateei porque as respectivas estão em fases de gravidez que não aconselham borgas destas. Mas todos eles estiveram lá. Foi um final de dia muito bem passado, a comida estava óptima, o vinho esteve à altura e o clima na hora da partida pedia um after-hours que, infelizmente, não seria possível de realizar. Ficou a oportunidade de ter alguns dos meus amigos bem pertinho e o desejo de ir repetindo isto com outra frequência. No trabalho os colegas foram uns simp…

Agonia benfiquista

A pré-época começou com um novo director desportivo, que definiu um treinador. Como consequência compraram-se 10 jogadores e começaram-se a observar outros, para decidir quem ficava e quem saía do plantel. Em vez de procurarmos jogadores jovens e ambiciosos, a formula deste ano foram ex-glorias ou jogadores na curva descendente da carreira, que podia ter no Benfica a "rampa de lançamento" para um futuro mais risonho.Emprestámos Sepsi, André Carvalhas, Romeu Ribeiro, Coentrão e Adu, livrámo-nos do Edcarlos (que muitas oportunidade teve, muitas mais que Zoro, que nunca compreendi o real valor dele) e tinhamos um plantel com mais soluções que o ano passado, dois jogadores para cada posição.Depois veio a dispensa de Petit, a troco de um contrato "milionário", ficando o miolo entregue a Katsouranis (rende mais a interior que a trinco), Binya e Filipe Bastos (muita juventude mas pouca experiência). Na altura parecia lógico mas actualmente falta "alma" a este Be…