Wednesday, April 29, 2009

Comodismo..ou talvez não

Um pouco por todo o lado lemos e ouvimos que os portugueses são um povo acomodado. Falta-nos o espírito de empreendedor, a vontade de arriscar e o desejo de ir mais além, é normal refugiarmo-nos no Estado e esperar que as coisas voltem ao normal por si.

Nos últimos anos fui-me “divorciando” do meu clube, fruto das más performances recentes e da forma como decisões estratégicas foram (e são) tomadas. Com o terminar de mais uma época a pão e cerveja (sempre ganhámos a taça da Carlsberg), a revolta de ver o Benfica em 3º lugar depois de umas dezenas de milhões de euros gastos fez-me questionar muita coisa. Para onde caminha este Benfica? Que consequências terão no futuro esta politica de “novo-rico”, onde se esbanjam milhões sem qualquer rigor. De onde vem esse dinheiro e para onde vai ele? Onde está a cultura de exigência que fez este clube o maior de Portugal até à década de 90?

Depois de muito pensar, hoje acordei e pensei que tenho o dever de fazer algo. Mas entre o quê, eu que sou um sócio anónimo no meio das dezenas de milhar? Com as eleições em Outubro e um presidente em constante estado de graça, sinto-me uma gota de água no meio do deserto. Mas depois imagino que o rio mais largo também começa num fio de água. E decidi que, desta vez, vou agir e tentar fazer a diferença. E tu, o que queres fazer pelo Benfica?

2 comments:

Alex e Angie said...

Isto quer dizer que já tens algum plano na cabeça ou é uma declaração de intenção?

Eu admito que sou um benfiquista de sofá, não sou sócio e só há muito pouco tempo fui pela primeira vez ao estádio ver um jogo ao vivo... No entanto, isso não faz com que sofra menos pelo estado actual do Benfica. Não tenho muito tempo livre mas se puder ajudar em alguma coisa, avisa.

Pratas said...

Eu também me limito ao sofá... bem gostaria que assim não fosse mas o futebol português tem tudo menos espectáculo. :(