Monday, May 7, 2007

Como ser líder num mercado competitivo

Esta semana estou "afogado" num workout de "Lean". A tradução em português mais parecida será "elegante" ou "esguio" e reflecte uma metedologia que a Toyota desenvolveu nos finais da década de 80 para dotar as suas fábricas de meios para a competitividade que se adivinhava no futuro.

Sempre tive uma enorme simpatia pela marca Toyota, ultimo dos grandes construtores japoneses a sobreviver às fusões e aquisições que lançaram o sector automóvel numa enorme confusão durante os anos 80/90. Curiosamente, com uma estratégia de marca muito ambiciosa - que se traduziu na marca Lexus nos Estados Unidos - e uma aposta imensa em Investigação e Desenvolvimento, a Toyota assume-se hoje como o maior construtor mundial do sector, destronando a General Motors em 2006.

Tem a maior linha de montagem de viaturas hibridas, com o Prius, lançou um Lexus hibrido e durante 2007 vai ter disponível no mercado americano o Toyota Camry hibrido. Uma comunicação ambiciosa, associando o Prius a Cameron Diaz, Di Caprio e Harrison Ford, e uma política de incentivos estatais agressiva conseguiu consciencializar os condutores americanos e, finalmente, empurrar para 2º plano as maquinas de cilindradas elevadas e consumos pornográficos, provocando uma verdadeira revolução ambiental na relação que têm com o automóvel.

Quanto ao "Lean" da Toyota, continua a ser um "case-study" empresarial, uma referência na arte de bem gerir uma empresa. Conceitos como o "just in time" e "inventário zero" são hoje um objectivo que todas as empresas tentam atingir. Curiosamente, os japoneses desenvolveram esta área de trabalho analisando os métodos de produção dos americanos.

Para os mais curiosos, fica um livro bem interessante: "Lean Thinking", de James Womack e Daniel Jones.

2 comments:

Dias... said...

Uma licção na forma de sumario comprido. Adorei o texto Mestre.

Nos 80s/90s os Niponicos "evoluiram" quase tudo o que existia de Topo em todos os pontos do Globo.
É uma licção de humildade ou inteligencia reconhecer que todos os povos tem algo de bom, e estuda-lo e evolui-lo para com isso evoluir o seu proprio povo ?

É tão chato ser Portugues...
No passado inventámos Mundos.
No presente vencemos 8 em 10 premios para inventores.
Mas aqui e assim continuamos...

Dias... said...

Esqueci-me do abraço Mestre

GRANDE ABRAÇO e obrigado pela licção.