Wednesday, May 2, 2007

Os cavalos também se abatem

Depois de ver o Liverpool-Chelsea de ontem começei a pensar nas semelhanças do clube de Mourinho com o meu Benfica desta época. Mas o que é que estes dois clubes têm de semelhante?

Enquanto o clube inglês tem um treinador adorado pela massa associativa, tem contratações sonantes e rios de dinheiro para comprar o que bem entender, o Benfica, por outro lado, tem um Fernando Santos que foi contestado por parte dos adeptos desde o inicio do campeonato, sem chama e não tem muito dinheiro.

No entanto, as semelhanças entre eles são evidentes. Nas ultimas semanas ambos perderam o campeonato (estão no discurso do matemáticamente possível), ambos não conseguiram um título europeu e ambos estão recheados de lesões, fruto da utilização excessiva de alguns jogadores que, pela importância que têm, não podem descansar.

Nestes dias Simão Sabrosa foi alvo de uma cirurgia e não joga até ao final da época. Do outro lado, Ricardo Carvalho acabou precocemente a época por lesão, depois de ter sido uma pedra chave na estratégia de Mourinho.

O Chelsea ainda tem a oportunidade de ganhar a Taça de Inglaterra e já conquistou a F.A. Cup mas sabe a pouco face aos investimentos efectuados esta época. No Benfica, por outro lado, salvou-se a época financeira e pouco mais, com um magro 3º lugar à espreita e uma eliminação da taça aos pés de um clube do escalão secundário.

Com tantas semelhanças, chegamos ao final do campeonato com duas certezas. Primeiro, por mais dinheiro que se tenha e mais estrelas contratadas, as vitórias não caiem do ceu. Segundo, tudo aponta que, para o ano, o Benfica tenha mais um treinador e continue no seu processo de sportinguização: "para o ano é que é.".

4 comments:

Dias... said...

Desde o ultimo fim-de-semana que desporto para mim se limita ao chinquilho, patinagem artistica na modalidade de pares, e ao mini-duplo-trampolim.
Football deixou de existir no meu cerebro, cansei-me até Setembro.
Já não digo que saí de vez, porque já sei que por portas e travessas o GLORIOSO vai arranjar formas de me atrair a atenção... mas repito, o Porto será Campeão por isso não vale a pena preocupar-me... é tipo Portoon...
Abraço desfutebolizado

manuel said...

O universo fantástico Benfiquista, da imprevisível lesão psicológica da esperança, morre e nasce nos adeptos todos os fins-de-semana. O Benfica, eterna esperança feita de glórias passadas, cada vez mais terá dificuldade em se erguer e fazer ressurgir o quadro Europeu dos anos 60 ou 80! Seremos capazes de ultrapassar outro ano mau, ou encolheremos outra vez os ombros? Existe projecto desportivo, ou um acumular de situações positivas, capazes de incentivar o mais derrotista? Recomeçar tudo de novo … ou justificar o erro pela comparação plausível?
A nossa capacidade futura, é algo de enigmática!
Aquele abraço “lampiónico” Mestre!
ManCam

Sem Naufragar said...

Oh Dias, há dias...
Não sou muito adepta de bola. Mas vibro quando vejo grandes jogos e no estádio, canto seja ele o clube que for a tocar na bola.
Claro que, quando as riscas são verdes, "só eu sei porque não fico em casa"...
Gostei desta tua análise, está bem vista.

Pratas said...

Amigo, como eu te compreendo...

Pena é que a maioria dos Benfiquistas só sabe falar mal... não vêm mais nada para além das vitórias no resultado...

Falam mal porque não sabem analisar, não entendem nada porque não percebem... é a única coisa que conseguem fazer... falar mal por falar.