Friday, May 11, 2007

Sir Winston Churchill

Sempre respeitei muito a figura de Churchill pelo que representou na 2ª guerra: uma intransigência na guerra contra os nazis, um defensor da liberdade de expressão e um crítico do comunismo, que viu emergir nas ruínas da Alemanha do pós-guerra.

Com uma longevidade surpreendente para a vida que levou, faleceu com 90 anos, Churchill esteve em todos os conflitos que envolveram o Reino Unido desde o tempo Vitoriano, destacando-se a Guerra dos Boers na África do Sul e a 1ª Grande Guerra, onde serviu nas linhas da frente. A sua audacidade sempre foi defendida, segundo ele, pelo destino. Na sua biografia, ele sempre se achou "escolhido para realizar grandes feitos e nunca se imaginou morto nas trincheiras da Flandres."

Dono de um sentido de humor 100% britânico, fumador obsessivo e amante das coisas boas da vida, foi autor de muita citações, discursos e piadas que, ainda hoje, me trazem um sorriso aos lábios. Se tiverem oportunidade, não deixem de ler a sua biografia, foi um homem notável.
Algumas pérolas tiradas da net:

Quando Churchill completou os 80 anos um repórter de menos de 30 foi fotografá-lo e disse:- Sir Winston, espero fotografá-lo novamente nos seus 90 anos.
Resposta de Churchill:- "Por que não? Você parece-me bastante saudável."

"Telegramas trocados entre Bernard Shaw e Churchill
Convite de Bernard Shaw a Churchill:"Tenho o prazer e a honra de convidar Sua Excelência Primeiro-Ministro para apresentação da minha peça "Pigmaleão".
Venha e traga um amigo se tiver."Bernard Shaw
Resposta de Churchill a Bernard Shaw:
"Agradeço ilustre escritor honroso convite. Infelizmente não poderei comparecer à primeira apresentação. Irei à segunda, se houver."Winston Churchill

O General Montgomery estava a ser homenageado, depois de vencer Rommel numa batalha em África, na IIª Guerra Mundial.
Discurso do General Montgomery: "Não fumo, não bebo, não prevarico e sou herói".
Churchill ouviu o discurso e com ciúmes, retorquiu: "Eu fumo, bebo, prevarico e sou chefe dele."

Debate no Parlamento inglês.
Aconteceu num dos discursos de Churchill, quando foi interrompido por uma deputada da oposição. Ora, todos sabiam que Churchill não gostava de ser interrompido... Mas foi dada a palavra à deputada e ela disse, alto e bom som:
-"Sr. Ministro, se V. Exa. fosse o meu marido, punha-lhe veneno no chá!"
Churchill, com muita calma, tirou os óculos e, depois de uns segundos de silêncio em que todos estavam suspensos da resposta, exclamou:-"E se eu fosse o seu marido, tomava-o."

1 comment:

Dias... said...

Boas Mestre

Foi uma figura, daquelas, mesmo unicas. Tenho absoluto respeito pelo estadista mas não posso ter pelo politico que matou milhares e milhares de jovens britanicos para satisfazer um "parlamento" demasiado inteligente.

Inventem-se herois à vontadinha mas não pensem que o crivo da historia vencida lhes perdoa as atrocidades abusivas.

Abraço parceiro