Friday, June 15, 2007

Brisa de mudança

Hoje celebra-se, pela primeira vez, o Dia Europeu do Vento. Numa altura em que o aquecimento global está no centro das atenções e depois do fracasso da cimeira dos G8, onde a questão ambiental voltou a ser adiada, a União Europeia tenta impulsionar o tema das energias renováveis e limpas.
Perante um autismo crescente dos Estados Unidos em reduzir as emissões de CO2, e num cenário onde o preço do petróleo teima em não descer, o futuro da Europa, e do planeta, passa por uma maior racionalização energética e pela diversificação das fontes de energia.

Desde o choque petrolífero de 1973, onde todo o mundo ocidental tremeu, que a Europa tem alterado a sua política energética. A aposta no gás natural, que apesar de também poluir é muito mais limpa que o petróleo, e na energia eólica possibilitou avanços tecnológicos que colocam a Europa na vanguarda das energias renováveis.

Espanha é o 2º maior produtor da "energia dos ventos", com parques eólicos espalhados por todo um país e Portugal está dentro dos 10 países mais desenvolvidos nesta área, com a EDP a iniciar um processo de internacionalização recente focado nesta área.

Ao definir o objectivo para 2050 de garantir que 20% da energia consumida nas deve ser renovável, a Europa dá um sinal de liderança neste processo. Pessoalmente, acredito que os ganhos não se resumem apenas ao ambiente mas também a uma energia mais barata e menos sensível a crises como a invasão do Iraque ou o regime de Hugo Chavez.

Haja coragem política para continuar este rumo, mesmo contra ventos adversos.

2 comments:

Dias... said...

Durante decadas acreditei que o Homem seria capaz de mudar quando se assusta-se.
O Homem assustou-sem reuniu-se (no Brasil, pelo que me lembro) e não aconteceu nada.

2050 é noutras vidas, noutras vontades... a unica coisa que acredito é que estamos prestes a matar o futuro da minha filha. Mesmo prestes!

Abraço

_aifos_ said...

Visão positiva esta que nos apresentas.

Mas o futuro não se mostra tão risonho... :s

Beijokas