Wednesday, June 20, 2007

Excesso de velocidade

Os ultimos dias têm sido terríveis e não tenho tido o tempo e a paz de espírito para observar o que me rodeia e escrever o que vai na alma. Parece que a maldição do post 69 acabou hoje.

Nunca me considerei um "work-a-holic" mas ultimamente vejo-me a chegar a casa cada vez mais tarde, fruto das exigências profissionais motivadas pelas recentes responsabilidades que recebi. Neste caso, o ritmo não me é auto-imposto mas surgiu naturalmente, o que me faz ficar ainda mais frustado com a minha aparente falta de organização e disciplina. Sempre achei que quem trabalha até tarde são aqueles que gostam de passar a imagem de trabalhadores empenhados e sacrificados, e que produção (horas de trabalho) não implica produtividade (qualidade e eficiência no trabalho).

Pela boca morre o peixe, já diz a sabedoria popular, e parece que afinal há quem trabalhe até tarde porque tem que ser. Fico com o desafio de retomar o meu ritmo anterior e garantir que há tempo para tudo, quer para trabalhar, para descansar, para a diversão e para pensar. As grandes jornadas fazem-se passo a passo e, nesta altura, tenho que caminhar bem devagarinho.

5 comments:

Pratas said...

Boa sorte Mestre. Infelizmente ando a passar pelo mesmo... hoje entrei ás 9h almocei uma sandocha em 10 minutos e saí de lá ás 21:30... porra mais ao cadernos de encargos...

1 abraço e boa sorte!

_aifos_ said...

A gestão do tempo nem sempre é tarefa fácil, tens razão. Com moderação e entusiasmo vai-se conseguindo mesmo que sejam necessários passos curtos (quando gostávamos de andar mais rápido)...

Beijokas e Passos Firmes ;)

Mestre said...

pratas, será que há algum virus na Quinta? ;)

sofia, obrigado pela força amiga mas isto volta ao sitio. Para a semana vou pintar os "maus".

Sem Naufragar said...

Ah agora entendo o teu olhar de el matador quando dizias: "até amanhã". Eu era daquelas desorganizadas, etc!! LOL

Dias... said...

há quem trabalhe até tarde porque tem que ser

O importante mesmo Mestre (e perdoa-me esta intimidade) é recuperares o TEU tempo, nem que te tenhas de forçar a faze-lo!

Abraço