Thursday, September 13, 2007

Os Condenados de Shawshank

Revi este filme recentemente e voltou a prender-me com a intensidade da primeira vez que o vi, apesar do título original ser bem mais forte: A redenção de Shawshank.

A vida pode ser madrasta e por vezes não nos correr bem, podemos pagar por coisas que não fizemos ou fazer coisas pelas quais não somos responsabilizados. A interpretação ed TIm Robbins é excelente e Morgan Freeman traz o lado humano de uma cadeia onde vale tudo para sobreviver e ultrapassar as adversidades de estar encarcerado.

No final, o inocente indevidamente condenado rouba o carcereiro, que enriquecia com actividades ilegais. A dualidade da vida, o lado bom que vira mau, a capacidade de sofrimento e o gesto tão simples como suportar um castigo apenas pelo prazer de ouvir uma ária são momentos do filme que me despertam sensações muito próprias e me relembram que não nos podemos deixar trucidar pela máquina.

Por mais erros que podemos cometer, todos temos direito à nossa redenção.

2 comments:

Dias said...

Top 20 de todos os tempos, pena que como filme apenas possa ser visto uma vez, porque como obra é objecto de estudo uma e outra.

Abraço

Paulo said...

Coincidência das coincidências, estava a pensar colocar esse filme esta semana nos "Filmes da minha vida"...
É um filme fantástico!