Dilbert

Apesar de não ser uma BD muito colorida nem de ter personagens com "estilo", as vinhetas do Dilbert fazem sorrir no dia a dia. Talvez porque sentir que, neste mundo do trabalho, todos de nós já passámos por Dilbert numa determinada fase da nossa vida. Ficam algumas pérolas:


Comments

Dias said…
Tento desde os primeiros tempos (Publico? Expresso?) perceber o Dilbert, mas parece-me que vou ter de trabalhar mais umas decadas para conseguir captar-lhe os ritmos.

Abraço
Sem Naufragar said…
Mestre, não consigo abrir a bd, experimenta colocá-las novamente, sem perderem a hiperligação.
Bom fim-de-semana, de preferência, com muitos motivos para :)

Popular posts from this blog

O virar da página

Pequeno Gafanhoto