Saturday, December 8, 2007

Surpresa

Que este final de ano estava a ser dos mais dificeis dos ultimos tempos não era novidade. Chego a Dezembro a pensar quanto vale a qualidade de vida, o descanso de espírito e a suposta "carreira" que profissionalmente norteia todos os movimentos que damos. Quanto vale um cartão a dizer Director e um carro de segmento mais alto, se o brilho nos olhos desaparece e o sorriso apenas se manifesta timidamente no dia a dia.


Enquanto vivo dilema, ontem fui assaltado por um mixto de emoções em pleno jantar natalício da empresa. Fui reconhecido como um dos que mais se destacou e destaco com o prémio Solve 2007. Sob o apoio de dezenas de colegas, alguns deles parceiros e conhecedores destes dias menos bons, recebi-o da mão do presidente da companhia com um "Very well deserved" e pensei, quanto vale isto?


Se calhar o desculpar do que se tem passado e o encarar de 2008 como um ano ainda mais desafiante e mais exigente. Mas para mim, o momento não teve preço.



P.S. - O prémio, apesar de individual, não faria sentido sem a precioso e grande ajuda da pessoa que trabalha comigo, e que durante este ano esteve ao seu melhor nível . Obrigado TC, a carica também é tua.

5 comments:

Rui said...

Os meus sinceros parabéns companheiro !

Aquele abraço.

Dias said...

Independentemente de toda a hipocrisia subjacente, são afagos ao Ego profissional que nos reenchem para uma nova temporada de desafios.

Muitissimos parabéns.

Abraço orgulhoso de ti

Sem Naufragar said...

Há momentos de trabalho, esforço, empenho, resignação. E há os momentos de reconhecimento.
O mérito é vosso.
O TC já deu provas de que é crucial.
Parabéns aos 2 pela "carica"!

PS: viver e aprender (será o meu 2008)

_aifos_ said...

:)
Amigo são assim mesmo os momentos que compõem a vida. Alguns estalos e percalços... outros instantes de glórias e aplausos!

Mas afaga o ego, não é? :))

Abraço enorme amigo!

Pratas said...

Parabéns amigo. Conhecendo o que conheço de ti... merecido sem qualquer dúvida.

1 abraço e muito sucesso