Wednesday, February 20, 2008

Hipocrisia

Não sou acionista do BCP nem tenho pena dos especuladores como o Comendador insular, mas perante os resultados apresentados pelo Banco ontem ficaram-me dois números na memória.

1º Foi decidido não remunerar os accionistas na terceira tranche de dividentos, previamente acordada, o que representa uma poupança de cerca de 90 milhões de euros que ficam nos resultados do banco.

2º Os custos com as indeminizações e as reformas dos 7 membros do anterior conselho de administração atingiram um valor próximo dos 80 milhões de euros.

Salve-se a contenção salarial na actual administração do banco, que a partir de agora aufere o mesmo que o director geral, terminando deste forma com o tempo das vacas obesas na BCP. Felizmente é uma empresa privada, o maior banco privado de Portugal, e não sou eu que suporto estes milhões todos. Sempre me recusei em ter conta neste grupo, inclusive cancelei uma no BPA para fugir ao polvo, mas é giro constatar que "trutas" existem em todo o lado, mesmo naquele que foi durante muitos anos um exemplo de uma gestão exemplar.

Venha a próxima bomboca...

No comments: