Sunday, March 2, 2008

Sol de primavera

Adoro Lisboa, especialmente nestas alturas como no dia de hoje, onde o sol desponta e a temperatura é amena. Estava criado o cenário para um passeio pela minha cidade, observando as ruas, admirando fachadas e andando pelas inúmeras calçadas.

Estacionei na rua Castilho e desci pela Rua do Salitre, aquela artéria estreita que desce até à Avenida da Liberdade, deixando antever por uma fresta a nossa artéria mais parisiense de Lisboa. Daí até aos Restauradores foi um instante, com uma breve incursão pela "nova" estação do Rossio e a subida ao Chiado pela tradicional Rua do Carmo.

Lisboa estava animada, com muita gente nas ruas, dezenas de turistas e alguns alfacinhas a disfrutar do tempo nas esplanadas da baixa. Uma paragem na FNAC para ver os concertos em cartaz e comprar bilhetes para John Scofield na Aula Magna e a subida para o Largo do Carmo, pela Calçada do Sacramento. O deambular levou-me ao Largo da Misericórdia e a uma "saudação" ao seu inquilino habitual. Subindo a rua parei frente à Calçada da Glória, admirando o elevador que está parado, num misto de nostálgia e saudade das noites em que subia a calçada a pé , no prólogo de mais uma noite no Bairro Alto.

Com um sorriso nos lábios vi que o miradouro de S. Pedro de Alcântara já está arranjado, os taipais foram retirados e uma das minhas varandas favoritas de Lisboa voltou a estar disponível para disfrutar as belas vistas da cidade. Uns minutos de descanso enquanto admirava o Castelo de S. Jorge, a Igreja e o miradouro da Graça, os jardins do Torel e o topo da Nossa Srª do Monte.

Subi pela Rua da Escola Politécnica, sentindo o sol na cara, a caminho do Largo do Rato. Uma breve sombra enquanto atravessava o Príncipe Real e continuei o caminho até ao Largo de S. Mamede. Faltava pouco para voltar ao carro mas a tarde tinha valido a pena.

Lisboa é, de facto, única.

No comments: