Monday, May 5, 2008

Jornada britânica

Como tudo o que é bom acaba depressa, voltei ao burgo cansado, a pedir calor mas muito mais rico com o aprendi nesta jornada.

Londres estava ao seu melhor, cosmopolita mas étnica, cheia de turistas mas com muitos londrinos quando caminhávamos longe dos monumentos tradicionais. A eterna Babel transpira cultura, a excelente política de visitas sem custo a museus e galerias proporciona horas de prazer enquanto admiramos um quadro de Van Gogh, uma escultura do Partenon ou uma tela do Miró.

Foram cinco dias onde caminhámos horas, admirando as ruas, os detalhes, onde provámos sabores diferentes em cenários de recordar. A estadia em South Kensigton fazia lembrar um filme, com as dezenas de casas georgianas alinhadas em ruas perfeitas. Alias, o custo proibitivo da habitação em Londres faz olhar com alguma inveja para estes imóveis, com preços para um T2 a começar nos 2 milhões de euros, um privilégio para poucos.

A imagem de hoje é da Tower Bridge, um exlibris londrino que encanta sempre quem por ela passa. Pessoalmente, adoro cidades com rios, dão outro encanto à urbe.

3 comments:

rui said...

Welcome back. :)

Luis Prata said...

Pelos vistos divertiste-te :) Tenho que ir a Londres!

_aifos_ said...

Gosto de rios!

Gosto sobretudo de pontes, da ideia e da metáfora que comporta.