Monday, May 12, 2008

Ser ou não ser... benfiquista

Depois de (mais) uma época miserável, coroada com um 4º lugar no campeonato, a nação benfiquista assiste apreensiva ao que será a primeira época liderada pelo novo director desportiva, até ontem jogador, Rui Costa.

No seguimento das piruetas acrobáticas que Luís Filipe Vieira teve durante os últimos tempos, que tiveram um ponto alto no despedimento de Fernando Santos e a contratação do quase reformado Camacho na primeira jornada, é com alguma receio que vejo o Rui, um grande benfiquista e pessoa de elevado carácter moral, atirado às feras por causa do digníssimo presidente.

A primeira prova de fogo é a escolha do próximo treinador. Eriksson foi o nome avançado, apesar de custar uma fortuna, mas a receita cheira-me a deja-vu. Afinal Camacho teve um processo semelhante, era um nome que calava os sócios mas veio receber uma pequena fortuna pelo mísero trabalho que por cá desenvolveu. Do sueco espera-se mais, afinal foi campeão em diferentes fases e levou o Benfica a cenários de glória mas há uma certeza que tenho: não é treinador para comer e calar face a esta direcção e à sua excelente política desportiva.

De resto começa o corrupio das dispensas e dos possíveis reforços, adivinhando a repetição da asneira de Miccoli e Karagounis com a possível (não) compra de Rodriguez. Acho que Luís Filipe Viera deve ter um Bergessio e um Andres Diaz para o lugar dele, ou então o Fábio Coentrão vai ser reforço para a próxima época.

E a procissão vai no adro…

5 comments:

Miguel Ferreira said...

Concordo plenamente com a tua opinião no que respeita ao presidente L.F.V. Parece-me demasiado Egocentrico para ser presidente de um clube com tantos adeptos. Apesar de Economicamente estar a fazer um trabalho notável, desportivamente é desastroso(A antitese do Pinto da Costa).
Espero sinceramente que o Rui tenha hipotese de trabalhar como precisa e quer e de repente não seja surpreendido com a intransigência desse mesmo presidente.
Mas discordo com a tua opinião no respeitante ao Rodriguez. Apesar de ser um excelente jogador, há que olhar para o que o clube tem no plantel e fora dele. Só esquerdinos encontras 3, Di Maria, Freddy Adu e Fabio Coentrão. Todos eles jovens e com futuro incontestável. Por isso parece-me que o Rodriguez não será tão importante para que se invista o valor que se pede por ele. Sobre o Miccoli e o Karagounis deixa-me explicar-te que o Miccoli tinha um vencimento 3 ou 4x superior ao tecto salarial do SLB, ou seja, não seria pelo custo do passe mas porque em Portugal se podem pagar esses valores correndo o risco de outros exigirem o mesmo. O "Kara" tinha problemas pessoais tal como tem o "Katso" que também sairá este ano com muita pena minha.
Soluções: Passam pela formação de atletas de elite. Há que dotar o clube e virá-lo para si mesmo. Ter como objectivo anual o lançamento de 3 ou 4 jovens na equipa principal e assim potenciar o trabalho feito nas camadas jovens onde temos jogadores que já conhecem e sentem o clube e os seus objectivos sempre exigentes. Um exemplo: Garanto-vos que o Lateral Direito André Magalhães dos Juniores do SLB não é inferior ao Luis Filipe contratado no inicio da temporada passada. Porque não foi promovido um jovem do SLB e se gastou dinheiro num jogador banal e que não tem condições para representar qualquer dos grande de Portugal?
Exemplo 2: O Leo é um jogador excepcional e um profissional impressionante mas na realidade o SLB tem um Def.Esquerdo nos juniores chamado Ruben Lima que merece a aposta.
E diga-se a verdade para ganhar o que têm ganho!!! O melhor é sempre trabalhar para o futuro...

Dias said...

O GLORIOSO não é o Man United ou o Real Madrid para se puder dar ao luxo de manter esta politica de show-off em que existem culpados em todo o lado menos em quem realmente tem poder para fazer.

Parece-me que a unica forma de alguém realmente trabalhar alguma coisa no GLORIOSO, seria a obrigatoriedade de se passar toda uma epoca em blackout. Que os resultados (ou a falta deles) fossem o unico motivo para a existencia do GLORIOSO, mas já sabemos que no GLORIOSO isso é impossivel porque não temos resultados ou sequer a perspectiva de os alcançar a curto/medio prazo.

Resta-me(nos) continuar epoca após epoca a perder socios para os outros grandes e até para alguns pequenos, assegurando assim que dia-a-dia seremos cada vez menos GLORIOSO, até ao dia em que naturalmente abriremos falencia e desceremos de divisão, como tantos outros... so que este é o GLORIOSO.

Dos treinadores... Camacho nada fez aqui ou noutro lado, Humberto Coelho nada fez ESPERA, queimou o Salgueiros!... e o Ericsson já foi, ha 20 anos atrás, hoje já não o é, e ainda por cima é tão caro que nem entendo porque se noticia... brincam com a minha (nossa) inteligencia, distraem-nos da incompetencia propria, arrastam o meu BENFICA para a lama que eles proprios são, e nesse aspecto salvam-se as verdades do Sr Jorge Nuno que feliz anda com as direcções que se tomam em Lisboa.

ABraço Lampião, mas cada vez menos BENFIQUISTA

Paulo said...

O Rui já disse que gosta de desafios e de correr riscos. É de facto um risco o compromisso que ele está a assumir, mas se os benfiquistas não virem nele o "salvador do benfica" tudo irá correr bem.
Ele sabe o que faz!
E claro, ser benfiquista. SEMPRE!

Mestre said...

Fico feliz deste tópico ter reunido os maiores textos de resposta. A familia benfiquista está atenta e participativa, um abraço a todos e obrigado por partilharem a vossa opinião.

Dias said...

"deste tópico ter reunido os maiores textos de resposta"

É triste não é parceiro :)

Abraço lampião