Monday, July 14, 2008

14 de Julho

Hoje os franceses celebram a tomada da Bastilha e o inicio do que foi a Revolução Francesa. Depois desse o mundo nunca mais foi o mesmo e os ideais de "Liberdade, Igualdade e Fraternidade" passaram a fazer parte do léxico europeu e, durante alguns anos, a 1ª Républica fez crer ao povo que podiam ser governados com justiça sem que uma classe de eleitos, de nobre sangue azul, dominasse o resto da população.

Dei por mim a pensar o que modaria se os portugueses pegassem fogo à Assembleia da Républica e a "Viuva Negra" trabalhasse uns dias lá para os lados do Terreiro do Paço. Será que voltaríamos a respirar um pouco os ideais da Revolução ou a classe parasita simplesmente se regenerava com os jotinhas?

1 comment:

figueirinha said...

Cucu!
Seria o fogo capaz de repor a fé mental dos portugueses?
Acho que estamos a precisar de uma revolução. YES! Falo da revolução de mentalidades, aquelas que demoram tanto tempo a mudar que... pelo andar da carruagem, em 2050 pergunto-me se alguém saberá o significado de govº?! Pq ninguém quer saber.
Havendo males que vêm por bem, poderia uma revolução abrir algumas cabeças e ajudar a malta a acreditar que nem tudo o que nos vendem por palavras (falo claramente da política!!) se deve comer, sentadinho e conformadinho?
Talvez a inflacção já tenha chegado ao preço do pensamento. Pensar deve estar caro...
Estou chocada com a probabilidade de uma Leite se aproximar do poder deste país. Alguém nos acode?!
Andaram os franceses a lutar pela fraternidade, e eu venho aqui e colo-me à luta deles para um mix de revolução e maturação das cabeças deste Portugal.
Estaremos a dormir à beira do Atlântico?