Tuesday, July 22, 2008

Saldos na tinta

Quando um projecto marca passo, é natural questionar a liderança. O que dizer de um grupo de amigos que fundou uma equipa. amadureceu junto, cresceu até fundar um clube, bateu-se em diversas frentes com 3 equipas e depois, com o desgaste da vida, se deixou esmorecer. A moral foi caindo, as dúvidas foram-se instalando, as baixas foram-se acomulando e, no final, o líder dá por sí a observar os últimos acontecimentos, lembrando a areia que se esvai lentamente na ampulheta.

Há tempos para tudo: para criar, para crescer, para ensinar e para aprender. Mas a sabedoria e a experiência de vida revela-se quando nos apercebemos que não podemos lutar contra o inadiável, que há coisas que têm o seu próprio ritmo e que devemos deixar morrer naturalmente.

Tive o prazer de dar a cara, nestes 4 anos, por um projecto que caminha, devagar mas com passos firmes, para o seu final. Em vez de o chorar ou de me lamentar, penso nas centenas de horas investidas, nas dezenas de dias e em todos aqueles com quem partilhei os bons e os maus momentos: os pódios nas provas, as deslocações pelo país, as madrugadas perdidas a caminho das provas, as experiências internacionais e as nódoas negras no rescaldo das provas. São estas memórias que ninguém mas tira e que deram o prazer de ter carregado este barco às costas.

Muito do que aprendi sobre as pessoas devo-o ao trabalho e ao empenho daqueles que liderei e que sempre me respeitaram. Para eles, qualquer que seja o caminho que decidam seguir, sabem que deste lado têm um amigo que os irá ouvir sempre que o necessitem. As jornadas serão outras mas, com ou sem tinta, os irmãos seguem sempre ao nosso lado.

4 comments:

Dias said...

R.I.P. or not fica-me na memoria a Obra, e a dor de saber que amanha "ninguem" a lembrara...

Muito obrigado, a ti, e ao Bando.

Um grande abraço

Mestre said...

Dias

Ainda me vais ver a fronha este ano no OLX, mas num ambiente muito mais relaxed e apenas pelo gozo da tinta. agora ritmo e vontade para vôos mais altos e exigentes é algo que deixei de ter.

E o clube continua, vai ter 2 equipas de 5 men no Open (os campeões de M5 e uma nova equipa de 5 men proveniente do Rec e onde irei jogar.

Estou em falta para a nossa jola, durante a próxima semana dou notícias.

Anonymous said...

Sr AC sr AC...

O mundo acaba antes do Bando acabar... portanto tens de ter mais calma :)

Estás a confundir o clube com a equipa, que foi a primeira de competição do shor mestrinho, onde se remou muito!

Cloud

Pratas said...

Ainda não tinha comentado este post.

Eu apenas tenho que agradecer o facto de teres carregado o barco às costas da melhor forma possível.

Todas as mudanças serão para melhor de certeza. O Bando não morre. :)

1 Abraço para ti, e outro para o bando que sempre estará no meu coração.