Wednesday, September 2, 2009

Dos fracos não reza a história

Mas os perdedores também deixam as suas marcas, especialmente quando são responsáveis pelo atirar da primeira pedra. Ontem, dia 1 de Setembro de 1939, passaram 70 anos sobre o começo do maior conflito mundial da história humana. Após manobras que permitiram a anexação da Austria, Checoeslováquia e provincias do Reno, Adolf Hitler decidiu dar o próximo passo, invadindo uma nação soberana na conquista do seu "espaço vital".

Depois de 6 anos e dezenas de milhões de mortos, a besta nazi foi derrotada e o mundo emergiu diferente, mais tolerante para com os derrotados. A todos os que combateram nela, que perderam a vida lutando pelos seus ideais e que sofreram, fica o desejo que tudo aquilo que sacrificaram não tenham sido em vão.

5 comments:

Pratas said...

Ainda ontem fui ver um filme do Tarantino passado nesta altura :) Muito bom, recomendo.

PS: Durante a próxima semana estão por cá? Para concretizarmos um café ou o tal jantar "Africano" ali para a tua zona. ;)

Anonymous said...

E com isso deixo aqui a letra do tema da série Band of Brothers, com muito significado para tão pouca gente que pensa nisso... ou nem sequer respeita!:

"I wish you'd lived to see
All you gave to me
Your shining dream of hope and love
Life and liberty"




Requiem for a Soldier

http://www.youtube.com/watch?v=CMs9obmTEtw


You never lived to see
What you gave to me
One shining dream of hope and love
Life and liberty


With a host of brave unknown Soldiers
For your company, you will live forever
Here in our memory


In fields of sacrifice
Heroes paid the price
Young men who died for old men's wars
Gone to paradise


We are all one great band of brothers
And one day you'll see we can live together
When all the world is free


I wish you'd lived to see
All you gave to me
Your shining dream of hope and love
Life and liberty


We are all one great band of brothers
And one day you'll see - we can live together
When all the world is free

Cloud

Paulo said...

Ás vezes penso como seria se a Alemanha e Hitler não tivesse invadido a Polónia naquele dia 1 de Setembro de 1939...
E se Hitler não tivesse iniciado nenhuma guerra e mantivesse, contido nas suas fronteiras, toda a sua ambição?
Como estaria a Europa hoje em dia...?
Melhor ou pior?
Não nos podemos esquecer que Hitler foi eleito pelo povo alemão e, sem querer defender aquele maldito regime, penso que a legitimidade daquele governo não pode ser historicamente colocada em causa.
Depois foi o que se viu... e ainda bem que foi derrotado!

Bom fim-de-semana ;)

Alex e Angie said...

Durante esta semana de férias ficámos amigos de um casal Polaco, embora actulamente radicados em Londres, que nos contaram histórias do que aconteceu à família deles no início da guerra, cuja data infelizmente também se celebrou durante estes dias. Contaram-nos também muitas histórias do que aconteceu daquele lado da cortina de ferro nos tempos pós-guerra. Quem ganha decide o que fica para a história e o que é apagado dos anais da história para permanecer apenas na memória popular.

A guerra pode ter acabado há 64 anos mas ainda existe muito ódio a remoer nos povos mais afectados, mesmo que agora sejamos todos irmãos nesta Europa unida.

Abraço.

Anonymous said...

Só lamento que os ocidentais tenham olhos para o desastre nazista no Ocidente e nem uma palavra para aqueles que mais sofreram a brutalidade das tropas daquela Besta Nazi/Fascistas,de Berlim. A Europa Oriental da qual nada se fala, nada se remete. E sofreram incontáveis vezes mais do que a Europa Ocidental. Incontáveis mortos. Já é tempo de esquecer um pouco os "heroismos" ingleses e americanos (cinema) e começar a contar o que se passou na Europa Oriental, até as margens do Volga, onde muito mais heroismo houve. Aliás, já passou do tempo.