Wednesday, January 27, 2010

"Arbeit macht frei"

Hoje foram comemorados os 65 anos da libertação da Auschwitz. Quando poucos são os sobreviventes vivos, é crítico manter a memória viva de um dos actos mais bárbaros e crueis da história, o genocídio de um povo às mãos da "raça superior".

Mais recentemente, imagens na ex-Juguslávia ou no Burundi mostraram que o ser humano continua capaz das maiores barbáries mas cabe a todos nós nunca esquecer o legado conquistado com as vidas dos que morreram.

"O trabalho liberta" mas a este ritmo as consciências vão ficando mais leves a cada ano que passa.

1 comment:

_aifos_ said...

Beijinhos!
Como vai tudo?