O virar da página


Confesso que a escolha do dia me agradou, afinal a época pascal iria com certeza apanhar algumas pessoas de férias, o que tornava a despedida um pouco mais "leve", no entanto o que se previa curto e breve acabou por se prolongar pela tarde e levou mais tempo do que contava. Para trás ficam mais de sete anos de muito companheirismo, bastantes conquistas e a superação da maior crise económica que vivi na minha vida profissional.

Nestes anos também convivi com a hipocrisia e a inveja, a soberba e a arrogância de quem tem o poder de mandar e olha com indiferença quem está abaixo. Mas nas horas de despedida de hoje ficam os abraços e apertos de mão sentidos, as palavras calorosas daqueles de quem vou ter saudades e que sei que, no fundo, vão sentir a minha falta. 

O meu percurso profissional fez com que, com alguns, esta despedida não fosse a primeira e no final o destino levou a que nos reencontrássemos. Hoje parto com a sensação de dever cumprido e de alguma pena por deixar uma obra que ajudei a construir. 

Este excerto do Black Hawk Down revela a essência das horas passadas a correr atrás de um objetivo, de um projeto, de cumprir um deadline ou da entrega de uma release. No final, muito foi feito por  respeito pelo colega do lado. 

Obrigado a todos, vamos-nos vendo por aí *

* qualquer semelhança com as palavras do PSL são pura coincidência. 

Comments

Popular posts from this blog

Escolhas